Tradutor

Traduza Agora o Blog Game Over S.S para lê-lo com mais comodidade!
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

terça-feira, 17 de julho de 2012

Análise - The Elder Scrolls V Skyrim

The Elder Scrolls V : Skyrim
Desenvolvedora: Bethesda Softworks
Plataformas: PC, XBox 360 e PS3
Plataforma analisada:PS3
Se você acompanha o "Youtube gamer" já deve ter visto muitos vídeos sobre esse jogo,não é pra menos, ele ganhou o prêmio de jogo do ano na VGA de 2011.Eu como grande fã de RPGs não pude deixar de conferir esse game, e é claro, trazer uma análise para vocês.

 Skyrim se distancia bastante do seu antecessor no quesito artístico, se em Oblivion você tinha cidades "mágicas", um clima medieval e fantasioso, em Skyrim você vai encontrar um ambiente nórdico e mais "pesado" do que em Oblivion, e até um pouco mais repetitivo.Assim como em todos os jogos da série (E em quase todos os Westerns RPGs)você deve criar seu personagem com várias opções de raça e customização, mas uma coisa faz ele ser diferente de TES:IV, você não tem uma classe definida, sendo possível customizar o seu personagem e fazer um Guerreiro se tornar um Mago da noite pro dia, não é algo para sempre, você monta seu personagem como quiser.Ainda sobre a jogabilidade podemos dizer que coisas que já eram comuns em Oblivion se tornaram melhor ainda, como o loot e o inventário de fácil acesso, o mapa ficou em tempo real e na hora do combate há mais opções, mas mesmo com tudo isso, Skyrim ainda não tem um bom sistema de luta, sendo sofrível as vezes enfrentar um dragão por exemplo. Sobre as quests elas são muitas e algumas divertidas, mas começam a se tornar repetitivas quando entram em "Radiant Story" ou seja, são geradas aleatoriamente com objetivos toscos, uma das melhores coisas a se fazer para que o jogo dure mais é entrar nas Guilds, que são bastantes e possuem questlines longas (Apesar de não serem tão épicas ou divertidas quanto Oblivion na minha opinião).Há também as escolhas em Skyrim, que mudam certas coisas, mas na minha opinião são fracas as mudanças.

 A história é como se fosse um plano de fundo para o jogo acontecer, vamos dizer, ela não é incrível, nem revolucionária, mas é boa e traz as informações necessárias para dar um motivo a matação de dragões. Falando em história ela é basicamente a seguinte : Uma antiga profecia falava do retorno dos dragões,há muito tempo desaparecidos de Skyrim (A província aonde o jogo se passa) retornam e começam a atacar vilas e pessoas, a única esperança dos povos da terra gelada é a lenda de Dovahkiin,o Dragonborn,o único que pode matar definitivamente os dragões, pois ele absorve as almas dos dragões e as utiliza para usar uma técnica chamada "T'hum" ou Shouts,que são rugidos com poderes especiais, mas se você acha que a história do jogo é só isso está enganado, uma Guerra Civil está ocorrendo em Skyrim, o líder dos Stormcloacks matou o Alto Rei de Skyrim dizendo que era o verdadeiro Rei,com isso o Império de Cyrodill (A província aonde Oblivion se passa) mandou Soldados Imperiais para enfrentar essa revolta, agora cabe ao jogador escolher de que lado vai ficar, e decidir quem realmente vai vencer a guerra.

 Passamos agora para os gráficos, muita gente diz que são bonitos e cumprem o seu papel, mas eu como alguém que analisa muito os efeitos gráficos, texturas e modelos digo que Skyrim pode ser considerado um título porco para a geração, a iluminação é fraca e confusa com sombras serrilhadas, os modelos dos personagens são interessantes mas não apresentam nenhuma expressão facial o que decepciona para um game de sétima geração, fora isso a modelagem é muito "quadrada", parecendo forçada e nada natural, e a água não é muito natural.Mas Skyrim sim tem seus méritos gráficos, a ambientação é realmente boa, você se sente como um nórdico e os efeitos de chuva e nevasca são realistas, além das magias muito bonitas.
Ah sim, a trilha sonora, é bem feita e fica na mente enquanto jogamos, principalmente as músicas mais calmas e o tema principal de Skyrim que gruda na cabeça facilmente.

 O que eu posso dizer? Como fã de RPG eu digo que Skyrim é sim um jogo que se destaca, mas que foi muito overrated pela mídia, o jogo é interessante e bonito, divertido para se jogar umas 40 horas, mas não para viciar como os vídeos e o jornalismo gamer mostra, para mim ele saiu mais fraco que seu antecessor, mas mesmo assim ainda é um jogo dessa geração que merece um certo respeito, principalmente porque ganhou vários prêmios de jogo do ano.
 Mas minha maior reclamação de Skyrim, é não ter fim, não ter fim é frustante, você derrota o "boss" final e os dragões ainda aparecem por Skyrim, você restaura a Dark Brotherhood para sua glória mas ainda não é aquilo que você esperava, você faz um povo ganhar na guerra, mas ela em si não tem fim, dá uma sensação de tempo perdido, não ter fim é horrível, a única coisa que Skyrim precisaria era de um fim.
 Nota: 85

6 comentários:

  1. Muito boa análise Sux! Eu fui nessa onda do "jornalismo gamer" e me decepcionei bastante. O jogo é bom, mas pra mim os outros candidatos pra GOTY são bem melhores que ele.

    Aliás, o novo design do blog ficou show lol

    ResponderExcluir
  2. Eu bem queria comprar Skyrim, mas não tão cedo...

    Algo paranormal me fez não comprar e esperar mais reviews xD

    ResponderExcluir
  3. Bom post Gustavo Henrique Jacomel .
    Como você sabe eu tambem enjoiei do jogo pelos mesmos motivos que o seu.
    Sobre os inimigos, caramba, só a luta contra o dragão é "legal" , mas depois de um tempo você consegue matar um dragão no primeiro pouso dele no chão .
    Eu discordo sobre sua analise da trilha sonora, pra mim parece que Skyrim só tem duas musicas , a musica tema e a calminha (que o Pedro Henrique canta naquele video sobre "efeito skyrim").
    Um defeito que você não citou foi os bugs, perdi as contas de quantas vezes eu não vi um mamute sair voando, e tem aquele bug da montanha , você consegue subir ela mesmo que seja praticamente uma parede (se bem que deve ser normal né? se até os cavalos conseguem).
    Tambem discordo sobre o fato que o jogo não ter fim seja algo ruim.
    Acho que o defeito de skyrim foi a falta de quests que valessem a pena , até mesmo as que não eram uma Radiant Story eram extremamente repetitivas, fala sério, aqueles puzzles de rodar a figura para abrir a porta era chato pra caramba, e no interior dessas cavernas eram sempre as mesma coisas, nem mesmo os inimigos mudavam .Isso foi enjoando e a vontade de achar shouts novos acabou .
    Depois de fazer algumas guilds e a história principal só sobram as toscas Radiant Story, o que me faz falar novamente : Skyrim teve poucas quests que valessem a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gosto das duas musiquinhas lol

      E bugs nunca ocorreram comigo, por isso não citei :P

      Excluir
  4. Parceria? www.2ggames.blogspot.com.br caso queira informemi em meu blog

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails